Perfil etário dos candidatos de Ponte Nova ao Enem

Conhecer o perfil demográfico de uma população em uma determinada dimensão da vida social é uma etapa importante do processo de transformação pretendido pelas políticas públicas. Essas análises asseguram a percepção sobre os padrões de comportamento, munindo o poder público com informações capazes de gerar ações no sentido de um maior bem estar dos cidadãos.

Neste quadro da série Perfil Socioeconômico, tema Educação, o OPN discute acerca da idade dos candidatos de Ponte Nova ao Enem, buscando observar quais públicos realizam mais ou menos o exame e refletir sobre quais evidências se apresentam no acesso ao ensino superior.

Uma análise dos Microdados do Enem para Ponte Nova revelação, conforme evidenciado no gráfico, uma manutenção estrutural do perfil etário dos candidatos do município. Como esperado, pode-se observar que o maior percentual de candidatos encontra-se entre o público jovem, englobando como faixas de 17 e 18 anos e de 19 a 25 anos. Estes grupos prosseguindo pelos estudantes estudantes que buscam acessar o ensino superior no ano de conclusão do ensino médio ou após a conclusão do ensino médio, quando da não aprovação nos cursos de preferência ou mudanças de curso.

Fonte: Microdados do Enem (Inep).

Um comportamento interessante a ser observado no gráfico diz respeito à manutenção da participação dos candidatos com menos de 17 anos. Tal caso apresenta um padrão que se reverte em uma reflexão importante: um ainda baixo percentual de estudantes do primeiro e segundo ano do ensino médio pontenovense realiza o Enem, o que aponta para uma baixa propensão dos alunos no processo de treinamento para o exame; condição que pode vir a ter critérios negativas na preparação e nas chances de obter uma vaga na universidade.

A percepção levantada por esta análise permite levantar insumos para uma interessante possibilidade de intervenção social. Torna-se necessário à população pontenovense e à comunidade escolar (professores, alunos, alunos e demais trabalhadores da educação) envolver em debates no sentido de pensar na melhor preparação dos alunos ao Enem, fomentando-os em uma cultura de participação de um maior Número de edições do exame.

*Nota

A imagem em destaque é proveniente do Unsplash. Agradecimentos a MChe Lee.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.