[Editorial FPN] Saúde mental

“Cuidar da saúde mental é cuidar da vida. Procure ajuda profissional, fale sobre o seu problema, não deixe para depois a busca da qualidade de vida.”

O conselho acima norteou a recente campanha “Janeiro Branco”. 

A escolha do mês objetivou, conforme os idealizadores, chamar a atenção para os motivos frustrantes de não termos conseguido cumprir alguma meta em 2021. A decepção pode, segundo especialistas, gerar ansiedade excessiva em quem já vive a instabilidade psicológica.

Este raciocínio nos remete à tragédia pontenovense com o desaparecimento de pai e filha no rio Piranga (leia na página 11). 

De fato, segundo a Organização Mundial de Saúde, a maioria das desordens mentais está ligada a depressão, estresse e ansiedade, resultando em enfermidades crônicas e, em certos casos, ao suicídio. 

A propósito, este é a segunda principal causa global de óbitos entre jovens de 15 a 29 anos.

Resumindo: a tarefa de cada um de nós é permanecer em alerta para não subestimar sintomas de quem está ao nosso redor.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.